Primeira Mostra FELAFC de Cinema Latino-Americano

Junho de 2017

 

Durante o Volume VIII do International Light Show em Bogotá, Colômbia, foi realizado o Primeiro Festival de Cinema Latino-Americano FELAFC. Uma proposta que visa a aproximação e reconhecimento do trabalho dos Diretores Latino-Americanos de Fotografia como contribuição ao processo de integração que se gera a partir da implementação das Agendas de nosso convênio.

A vida de Elis Regina, sem dúvida a melhor cantora brasileira de todos os tempos, é contada neste filme biótico com energia e ritmo pulsante

O título expressa de forma brilhante o drama de Evita, que não tem permissão para descansar em paz até quase 25 anos após uma morte prematura de câncer, em 1952, aos 33 anos.

Alonzo (Pietro Sibille) é radialista e seu amigo Pedro (Julian Legaspi) é professor em uma escola estadual. Sua tranquilidade é interrompida pela sangrenta incursão do Caminho Luminoso e a violenta retaliação das forças armadas

Na fronteira entre Venezuela e Colômbia, no final da década de 1980, dois homens sobreviveram a um ataque armado perpetrado nos canais do rio Arauca, onde 14 de seus companheiros foram mortos no local. O Exército venezuelano os acusa de serem guerrilheiros e busca intimidá-los e retirá-los da cela onde estão guardados por um policial e que pessoas da cidade os impedem de serem levados. Eles se dizem pescadores simples, mas as pressões para ceder à versão oficial são avassaladoras.

Este documentário se passa em Aysén, região da Patagônia chilena com apenas 90 mil habitantes. Em algum canto deste mundo perdido, uma cidade misteriosa se esconde. 500 anos atrás, um grupo de conquistadores construiu uma cidade de ouro. Quem lá entra torna-se imortal, mas perde a memória. É a cidade perdida dos Césares.

Espanha 1937, um jovem oficial republicano chamado Ramón Mercader é recrutado pelo serviço de espionagem soviético para participar de uma missão ultrassecreta encomendada pelo próprio Stalin: assassinar Leon Trotsky. Depois de se preparar na Rússia, Ramón deixa sua vida e viaja para Paris com uma nova identidade, agora ele é Jacques Monard, lá ele encontrará Silvia, uma jovem trotskista que logo será seduzida por Jacques. Em 1940, eles se encontram novamente no México, um país onde Trotsky vive no exílio. Alheia aos verdadeiros planos de seu amado, Silvia, que é secretária de Trotsky, abre as portas de sua vida e o apresenta ao círculo íntimo de seu objetivo.

Anna (Juana Acosta) é uma jovem colombiana que mora em Paris com seu filho de 8 anos, separada do marido francês. Um dia ela resolve levar o pequeno para sua terra natal contra a vontade do pai, acompanhada de seu atual namorado, Bruno.